Cortinas: o que levar em conta na hora de escolher

Saiba o que é importante observar quando estiver procurando cortinas para a sua casa

30 de agosto de 2019

Um espaço agradável faz toda a diferença no dia a dia, não é mesmo? Quando comecei a decorar a minha casa, fiquei em dúvida sobre como escolher as cortinas ideais para cada cômodo. Para ajudar você nessa tarefa, vou falar sobre os principais tópicos que devem ser observados na hora de escolher uma cortina.

Nada melhor do que começar a construir um espaço próprio bem-adaptado ao seu estilo e às suas necessidades. Para isso, a decoração é fundamental, principalmente na hora de planejar e escolher as cortinas de cada cômodo. As cortinas podem fazer grandes transformações em um ambiente, alterando a sua luz, cor e garantindo mais privacidade.

Embora a escolha de itens decorativos não seja uma tarefa fácil, ela não precisa ser uma dor de cabeça. Pensando no seu espaço é possível encontrar, entre as diversas opções disponíveis, as mais adequadas para você. Neste artigo, saiba o que levar em conta na hora de escolher cortinas para todos os cômodos da sua casa. 

sala clean com cortinas claras

Medidas da janela

Antes de escolher uma cortina é preciso medir a largura e a altura da janela em que ela ficará. Esse passo é importante não apenas para saber o tamanho do tecido, mas também do trilho ou varão para pendurar a peça. 

Com as medidas em mãos você poderá escolher entre varão e trilho, pensar no alinhamento e na altura da cortina. O trilho pode, por exemplo, ficar bem acima da janela, quase no teto, ou mais próximo dela. A escolha deve variar em cada cômodo, já que as janelas têm funções diferentes em cada ambiente e, por isso, são de tamanhos variados.

Tipo de cortina

Há diversos tipos de cortina disponíveis, então você tem muitas opções à disposição para montar o seu espaço. Pense nas características do ambiente, nos seus objetivos para ele e avalie qual modelo é o ideal para o seu caso. 

Se você deseja criar uma sala aconchegante, em que poderá fazer sessões de filmes, vale a pena escolher um modelo com black out. Se a ideia é construir um ambiente de decoração mais refinada, aposte em tecidos mais leves, que trazem um resultado elegante. Uma opção bem versátil são as persianas, que ajudam a controlar a luminosidade nos cômodos, são fáceis de limpar e ainda podem dar um tom mais descontraído ao espaço.

Leia também Hygge: como priorizar o conforto e o bem-estar em sua casa

Tamanho

É comum encontrar cortinas que vão do teto até o chão, pois peças longas são vistas como mais refinadas. Porém, essa não é a única opção. Você pode optar por cortinas menores ou que tampem apenas a janela — nesse caso, as persianas podem ser uma boa opção. Tudo depende da janela, do cômodo em que ela está e do estilo da decoração.

Cozinhas, por exemplo, não costumam ter janelas muito grandes. Nesse ambiente, você pode procurar opções de peças menores e que sejam mais fáceis de limpar, já que as chances de molhar ou sujar o tecido são maiores. No quarto das crianças você também pode usar modelos curtos, mais coloridos e divertidos.

Caso você escolha ter uma cortina longa em algum cômodo, saiba que o tecido pode tocar o chão ou não, dependendo do seu gosto. Apenas garanta que a circulação do espaço não fique prejudicada e que a peça não acumule poeira.

Cores

O mais importante é que as cores combinem com os os outros itens que você já tem. Cores mais neutras são boas por funcionarem bem em estilos de decoração variados, além de não ficarem cansativas com o passar do tempo. 

Você também pode apostar em uma cor mais vibrante ou em estampas coloridas. Para garantir que as cortinas combinem com o estilo do cômodo, pense nas cores que você já elegeu para a decoração — preste atenção nos móveis e demais objetos — e busque um tecido que tenha uma delas. 

Em janelas que recebem muita luz não é indicado ter cortinas de cores escuras. Isso porque tecidos escuros retêm mais calor e podem aumentar a temperatura do espaço durante o dia. Além disso, costumam desbotar com mais facilidade.

Saiba mais sobre a escolha de cores lendo o artigo Pintura de apartamento: dicas e inspirações para sua casa.

Tecido

Os tecidos podem fazer toda a diferença no estilo e na temperatura do espaço. Como já mencionado, tecidos mais leves trazem um ar mais elegante, mas deixam passar mais luz. Ao mesmo tempo, tecidos mais escuros controlam melhor a luminosidade, mas têm suas desvantagens.

Para quem mora em locais mais frios, tecidos mais pesados ou com sobreposições podem ser uma boa opção. Quem pretende lavar as cortinas em casa pode apostar em um tecido sintético, capaz de trazer mais praticidade e facilitar o processo de limpeza. Para quem quer deixar o cômodo bem escuro, há as cortinas black out, que conseguem bloquear totalmente a luz do sol.

O ideal é que, independentemente do seu objetivo, você escolha modelos que podem ser totalmente abertos durante o dia. Assim, a sua casa ficará arejada e terá luz natural.

Como você viu, as cortinas podem fazer toda a diferença na decoração dos cômodos. Por isso, na hora de escolher a sua peça é importante que você leve os tópicos citados em consideração e sempre pense nos seus espaços e em como deseja usá-los em seu dia a dia.

Quer continuar aprendendo sobre decoração? Leia o artigo Espelhos na decoração: saiba como usar em todos os cômodos.