Mitos de uma reforma

No dia da mentira, revelamos 7 mitos sobre reformas.

1 de abril de 2018

Quem está fazendo reforma em casa ou pensando em começar uma obra, certamente, ouviu muitos mitos sobre demolição de paredes, reparos de trincas e rachaduras, sobras de pisos e revestimentos, descartes de materiais, etc. No dia da mentira, resolvemos desmitificar estas e algumas outras informações sobre obras. Confira:

MITO [1]
TODAS AS PAREDES PODEM SER DEMOLIDAS
Cuidado! Se o seu imóvel foi construído com alvenaria estrutural, o que significa que todas as paredes funcionam como estrutura, não é possível demolir nenhuma delas. Agora, se a construção foi realizada com pilares e vigas, algumas das paredes podem ser derrubadas. De qualquer forma, vale verificar esta informação com um engenheiro e também se certificar para que não haja passagem de fiação elétrica e tubulação hidráulica nas paredes que deseja demolir.

MITO [2]
NÃO É PRECISO PROVISIONAR SOBRAS PARA PISOS E REVESTIMENTOS
Para compensar contratempos em obra, como perda, quebra e utilização em rodapés, é importante comprar pisos e revestimentos com uma sobra de 10 a 15%. E, mesmo depois da obra concluída, vale guardar o que sobrar, pois pode ser difícil encontrar o mesmo piso ou revestimento para realizar algum reparo no futuro.

MITO [3]
QUANTO MAIOR A ESPESSURA, MAIOR A RESISTÊNCIA DE UMA PAREDE
Isso também é um mito, pois o que caracteriza a resistência de uma parede não é a espessura. Independente se ela for feita de tijolo ou gesso (drywall), o seu desempenho é impactado pela qualidade da sua densidade e pelo tipo do material usado na construção.

MITO [4]
TRINCAS E RACHADURAS SÃO ELIMINADAS COM PEQUENOS REPAROS
Nem todas as trincas e rachaduras são solucionadas de maneira simples, pois em alguns casos pode se tratar de um problema estrutural da construção, uma infiltração ou até a aplicação mal feita de um revestimento. Por isso, o ideal é consultar um especialista antes de realizar qualquer reparo.

MITO [5]
É ANTI-HIGIÊNICO PINTAR PAREDES DE COZINHAS E BANHEIROS
A tinta pode ser uma opção para quem está buscando economizar no investimento da obra, mas não necessariamente significa economia na higiene dos ambientes. Apesar de facilitar a limpeza, um revestimento pode incrementar consideravelmente o custo de uma reforma, por isso é possível pintar paredes de cozinhas e banheiros com tintas especiais para estes locais, as quais podem ser higienizadas com frequência sem causar danos à pintura.

MITO [6]
DESCARTE DE MATERIAL É DE RESPONSABILIDADE DA PREFEITURA
Nada disso. Se o descarte de materiais não for realizado pelo proprietário do imóvel seguindo as normas da prefeitura onde está localizada a obra, podem haver multas e até sansões. Como cada cidade tem suas próprias leis, vale consultá-las antes de iniciar a reforma e se responsabilizar por todo o descarte.

MITO [7]
A ALVENARIA ESTRUTURAL NÃO É ADAPTÁVEL A EDIFÍCIOS NOVOS
Ao contrário do que se costuma pensar, a alvenaria estrutural – sistema de blocos “quadrados” de concreto – pode ser adaptada a outros formatos como circulares, em cruz, retangulares e até nos edifícios em Y. Além disso, por ser um sistema industrializado, esta alvenaria torna ainda mais fácil o alinhamento e nivelamento das paredes.

Quer desvendar mais mitos? Espie o post “Mitos Decorativos”, fique por dentro de algumas verdades sobre decoração e inspire-se!