Segredos para deixar a casa mais alegre e sofisticada com quadros decorativos

As paredes de casas são como telas em branco, prontas para serem personalizadas. Podemos enchê-las de cor com quadros decorativos. Confira.

19 de agosto de 2021

A nossa casa não deve ser vista como um museu. Entretanto, as suas paredes podem expor muita arte e contar uma história. Elas podem revelar viagens, músicas, referências de personalidades, estilos e tradições. 

E tudo isso pode ser representado por quadros decorativos que preenchem áreas inteiras dos ambientes, tornando os espaços mais expressivos, calorosos, convidativos e alegres.

Os quadros decorativos sempre foram uma importante alternativa de personalização de decorações. Nós já víamos isso em palácios antigos, e continuamos a ver em propostas contemporâneas de interiores. 

Essas obras de arte – mais simples ou elaboradas – viram pontos focais charmosos nos cenários, transmitindo mensagens, passando impressões e provocando sentimentos. Continue lendo para saber mais.

Bruno Carvalho

Como harmonizar obras de arte com decoração de interiores?

Quando falamos de quadros decorativos não estamos nos referindo às pequenas molduras de retratos, como aqueles expostos em mesas e em estantes. 

Na verdade, seriam os grandes quadros de fotos, pinturas, pôsteres e até composição de colagens e plantas vivas. Murais de maiores dimensões que seriam utilizados para preencher paredes e que, por tanta beleza, viram importantes pontos focais das salas onde se encontram.

Estes painéis não seriam meros complementos ornamentais. De fato, sua expressividade é tamanha que eles até parecem ter voz. Por vezes, provocam sensação de movimento, estranheza, leveza e mais para quem os observa. Estão nas decorações por um propósito maior do que estética. Praticamente defendem ideias, comunicam, representam uma identidade e revelam pensamentos dos moradores.

Por tudo isso, pode-se dizer que personalizar ambientes com quadros decorativos requer cuidado especial, pois o peso visual desses elementos sobre o todo pode ser demais. 

E como poderíamos equilibrar as coisas? Com outros elementos de peso igual ao redor. Por exemplo, eis as possibilidades de equilíbrio decorativo:

  • Simetria = peças de igual forma, tamanho e cor igual de cada lado;
  • Simetria-assimetria = peças diferentes, sendo a mais pesada colocada mais próxima do centro dessa composição;
  • Equilíbrio óptico = conjuntos de peças diferentes – colocado um de cada lado – que, à distância, parecem “pesarem” do mesmo modo.

Se você domina essa arte do equilíbrio visual, poderá se valer muito bem dos quadros para valorizar decorações. E mesmo que haja outros pontos focais no cômodo, esses painéis não serão um “peso sufocante”, mas uma soma agradável ao olhar. 

Compreende? Assim, você saberá que chegou ao resultado certo se entende que o local não seria o mesmo, seria sem graça, sem essa contribuição.

Manoela Lustosa da Silva e Altera Arquitetura

Os pontos certos para os quadros decorativos em casa

Agora vamos falar sobre onde pôr estes quadros de designs tão significativos dentro de casa. Já sabemos que este texto trata de obras de alto valor. E peças assim, obviamente, não poderiam ficar expostas em qualquer local. 

São ideias: topo de escadas, parede atrás de sofá e cama, e áreas sobre aparador, balcão buffet, rack e mesa de escritório.

Atenção: é possível instalar quadros em mais de uma parede do ambiente decorado para criar uma sequência ou galeria de quadros.

Agora, um lembrete, áreas menos valorizadas da casa podem receber quadros decorativos para serem mais bem notadas. É o caso dos lavabos e dos cantinhos de leitura. Nos dois casos, os quadros – não rebaixados em sua qualidade estética – atuam para inspirar as pessoas em suas atividades.

Altera Arquitetura e Revista Viva Decora
AH.SIM
Tr Arquitetura e Alessandra Bonotto Hoffmann Paim

Como agrupar diferentes obras de arte na mesma decoração?

Às vezes, podemos passar anos colecionando arte de artistas que admiramos, itens de viagens que realizamos ou presentes que ganhamos. 

Tudo isso faz parte da nossa bagagem material de vida. E pode ser que dê certo expondo tudo em um lugar só, diferentes peças reunidas como um grande mural. É possível. Requer um senso de bom gosto e, principalmente, de bom senso – fácil para quem entende o básico de decoração.

Os decoradores profissionais chamam isso de ‘parede de memórias’. O ideal, numa situação assim, é tentar agrupar peças de estilos parecidos, mesmo que tenham diferentes molduras e figuras. 

Outra hipótese é agrupar quadros similares – por exemplo, fotografias em preto e branco diferentes, mas em moldura de mesma cor e tamanho. Por fim, obras de estilos diferentes, mas todas na mesma cor.

Antes de colocar os quadros na parede, podemos utilizar um desenho em escala reduzida e proporcional com as medidas dos quadros para termos uma ideia de como agrupá-los. Esta seria uma “maquete de parede”.

Com esse papel, podemos entender os pesos visuais dos quadros e todos os demais elementos da decoração. O molde semelhante em escala maior pode ser usado para marcar a colocação dos quadros onde devem ser pendurados – sempre considerando o equilíbrio, a proporção e a harmonia.

Antônio Ferreira Junior e Mário Celso Bernardes
A.M Studio Arquitetura

Por que investir em quadros coloridos?

Falamos antes nas fotografias em preto e branco. Esse tipo de arte está em alta para propostas modernas e minimalistas. Contudo, os quadros coloridos podem ter mais força de expressão dentro dos ambientes. E, sendo assim, podem atrair mais o olhar, fazendo jus ao seu valor.

Hoje em dia, é comum as pessoas – e até mesmo os fabricantes, de olho nas vendas – apostarem mais em móveis em tons e texturas neutras. 

Imagine, então, uma casa completa com essas peças, tudo ficaria apático e monótono demais. Mas com quadros coloridos – que poderíamos trocar quando quiséssemos -, a casa ficaria no tom alegre desejado – de uma forma mais delicada ou altamente irônica. 

Para a sua casa, você pode apostar em quadros que retratam a linda cultura e paisagem do nosso país – a nossa brasilidade, como dizem. Outras ideias são os quadros com figuras abstratas, que combinam com todo tipo de decoração moderna, quadros com letras e frases, e quadros com figuras humanas e de animais. Exemplos dessa utilização podem ser vistos nas imagens a seguir:

Escala Arquitetura
Triplex Arquitetura
Carla Cuono Arquitetura e Interiores

Se você curtiu essas ideias, por que não testar em sua casa? Use todo seu bom gosto e criatividade, o resultado vai te surpreender!

Essas dicas de decoração foram criadas pela equipe Viva Decora.