Floreiras & Jardineiras

Decore a sua casa com plantas e flores em 7 passos.

Para celebrar o dia Mundial do Meio Ambiente, criamos um passo a passo para você levar mais natureza para dentro de casa com jardineiras e floreiras:

1. DEFINIR O MATERIAL DO RECIPIENTE
Floreiras são encontradas em:
• Plástico: material leve e prático, porém veda a troca de ar entre as plantas e o ambiente;
• Cimento: por ter estrutura fixa e pesada, este é ideal para ambientes grandes.
• Cerâmica: material mais indicado por proporcionar a troca de ar e conseguir manter as raízes das plantas em umidade adequada.

Você também pode optar por montar as jardineiras em vasos. Se for esta a sua escolha, apenas certifique-se que o recipiente possui orifícios na base para escoar água e evite pintá-lo, mantendo a permeabilidade do material.

2. ESCOLHER O DESIGN DA PEÇA
Antes de comprar, avalie se o recipiente integrará harmoniosamente à atual decoração do ambiente escolhido para receber a jardineira e se também irá combinar com as espécies que pretende cultivar.

3. AVALIAR COMO PLANTAR
Você pode iniciar o cultivo plantando sementes ou investindo em mudas.

A primeira opção é a mais econômica, já que sementes são mais baratas. No entanto, elas demandam paciência no plantio – exigem bastante atenção nos primeiros dias de germinação – e também na espera até que suas plantas comecem a crescer e florescer.

Já as mudas levam ao espaço a beleza imediata das plantas, porém costumam durar menos tempo e podem ter custos elevados.

4. ESCOLHER AS ESPÉCIES
Algumas plantas florescem durante as quatro estações – são estas a azaleia, begônia, rosa, gerânio, jasmim-amarelo e violeta; outras espécies sem flores, como alecrim, manjericão e aspargo, também enfeitam e perfumam jardineiras o ano todo.

Ao escolher quais espécies irá plantar, é importante atentar-se a dois pontos:
• Avaliar se a quantidade e intensidade de luz natural, disponível no local que irá instalar a floreira, é adequada para a planta escolhida.
• Se quiser misturar diferentes espécies em uma mesma jardineira, opte por uma planta rasteira e outra pendente, assim não se cria desvantagem de exposição de luz e absorção de água entre elas.

5. PLANTAR E ADUBAR
Cada espécie se adapta melhor a um tipo de terra e adubação – ao comprar as sementes ou mudas em uma loja especializada em paisagismo, pergunte quais são as mais apropriadas para sua escolha.

6. INSTALAR A PEÇA
Depois de seguir os passos anteriores, basta fixar a floreira, cuidando para que ela fique bem firme e que não atrapalhe a circulação, caso seja instalada em corredores e paredes próximas a portas e outras áreas de passagens.

7. CUIDAR
Geralmente, floreiras e jardineiras demandam mais água do que outros tipos de cultivo. Para garantir que suas plantas estejam sempre saudáveis, vale checar diariamente se a terra está úmida.

Pronto! Agora é só curtir o seu cantinho verde dentro de casa. ;)