Aprenda qual a melhor opção para amortização de financiamento imobiliário

A amortização de financiamento imobiliário ajuda você a se livrar mais rápido das contas. Confira dicas e saiba qual a melhor opção!

11 de janeiro de 2022

Você sabia que existe uma maneira de diminuir o prazo do seu financiamento e ainda ter redução de juros? É isso mesmo! A amortização de financiamento imobiliário pode ser uma aliada para reduzir as parcelas do seu imóvel.

Confira nosso post completo para entender melhor sobre o processo. Boa leitura!

Saiba o que é amortização de financiamento imobiliário

Quando você assume um financiamento de imóveis, o valor do “empréstimo” que o banco faz é acrescido de juros. Eles são dissolvidos em cada parcela durante todo o período do financiamento, acumulando taxas sobre taxas.

Em um cenário comum, o responsável pelo financiamento paga uma parcela por mês e segue com as taxas altas até o final do contrato. Isso pode levar até 30 anos para quitar totalmente a dívida.

Existem dois tipos de amortização de financiamento imobiliário, e a melhor escolha vai depender dos seus planos a longo prazo e do seu orçamento familiar atual, mas o objetivo é o mesmo: reduzir o valor da dívida.

Como funciona a amortização de financiamento imobiliário

O contrato do financiamento é feito com um valor determinado para cada parcela, prazo (quantidade de parcelas) e condições de pagamento, já incluindo os juros referentes ao valor versus período.

Na modalidade SAC, o valor vai diminuindo conforme a quitação das parcelas e na modalidade Price as parcelas são fixadas do início ao fim.

Você pode escolher entre amortizar o valor das parcelas ou reduzir o tempo da dívida. No primeiro você passa a pagar um valor mais baixo em cada parcela e mantém o prazo total.

Já no segundo, você reduz o tempo do financiamento mantendo o valor das parcelas como está.

Especialistas indicam que a melhor opção de amortização é a que permite diminuir o prazo do financiamento, para evitar a bola de neve formada pelos juros cobrados sobre o saldo devedor.

Porém, isso vai depender do quanto o valor das parcelas está comprometendo o seu orçamento.

Amortização de financiamento imobiliário reduz taxa de juros e quantidade de parcelas
A redução de juros e parcelas é um dos principais benefícios da amortização de financiamento imobiliário

Conheça as vantagens de fazer amortização de financiamento de imóveis

A amortização de financiamento imobiliário é um bom negócio para quem tem uma renda mensal acima do limite do financiamento, possui dinheiro guardado ou simplesmente tem um bom planejamento financeiro. Veja algumas das vantagens:

Redução do valor total dos juros

Vamos falar a verdade, ninguém gosta de pagar juros. Mas ele é necessário para tornar possível alguns sonhos, como o da casa própria. Quanto maior o prazo do financiamento e menor o valor da parcela, maior o valor total de juros ao final da dívida.

Por isso, a amortização é tão vantajosa! Ao diminuir os juros, o valor do imóvel fica mais barato e você deixa de gastar com algo que não é necessariamente parte do seu imóvel. 

Redução do valor das parcelas excedentes

Outra vantagem da amortização de financiamento imobiliário é que a dívida vai mudando conforme o pagamento do financiamento. Se o valor total devido diminui, as prestações reduzem também. Além de reduzir o prazo para o fim da dívida, as parcelas ficam mais suaves e o valor pesa menos. O que facilita a organização para juntar mais dinheiro e amortizar novamente.

Quitação do imóvel em menos tempo

Um financiamento pode ter um prazo muito longo (até 30 anos) de comprometimento de determinado valor na renda mensal. Uma das grandes vantagens da amortização é que o fim do financiamento permite que você utilize esse valor para outras coisas como uma reforma ou até planos que não envolvam o imóvel, como uma viagem internacional. 

Possibilidade de lucro mais alto na hora de vender

Um dos objetivos da amortização é diminuir o valor pago em juros, reduzindo o valor que você vai pagar pelo imóvel. No entanto, isso não muda em nada a valorização dele. Quanto antes você quitar, maior a chance de você conseguir vender o imóvel por um valor mais lucrativo. 

Essa dica é ainda mais valiosa para quem compra o imóvel na planta, já que é possível se organizar financeiramente para quitar o apartamento antes da entrega das chaves, aproveitando o maior potencial de valorização.

Liberdade para fazer outros investimentos a longo prazo

Com o imóvel quitado, você não tem um valor mensal comprometido e pode variar os investimentos. Se preferir seguir no mesmo segmento, os fundos imobiliários podem se tornar uma opção, mas existem diversos tipos de investimentos a curto, médio e longo prazo para você escolher.

Como fazer amortização do seu financiamento imobiliário

Você já percebeu que a amortização de financiamento imobiliário é uma grande vantagem para quem está financiando imóveis, mas, para isso acontecer, é preciso ter dinheiro em mãos e planejamento é fundamental.

Vamos às dicas!

Renda extra para amortização de financiamento imobiliário
Qualquer renda extra pode ser usada para amortização do financiamento imobiliário

Dinheiro extra

Qualquer valor a mais que você obtiver é bem-vindo para a amortização de parcelas no financiamento. Pode ser:

  • 13º salário;
  • bônus de final de ano;
  • valores guardados (exceto para reserva de emergência);
  • aplicações em fundos com prazo a vencer;
  • entre outros.

O mesmo vale para o saldo do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Se você não utilizou durante o início do processo para adquirir o imóvel, como a entrada, é possível utilizar esse valor para amortizar a dívida.

Para usar o FGTS, você deve solicitar o resgate do fundo para a amortização direto em uma agência da Caixa Econômica Federal.

Para amortizar a dívida na maioria das instituições financeiras, é necessário comunicar o banco sobre o seu interesse e verificar quais são as regras para prosseguir com o processo. O prazo varia de acordo com as empresas contratadas.

Organização financeira e disciplina

Para conseguir quitar o financiamento antes do tempo previsto em contrato, é importante ter um planejamento financeiro que inclua o tempo desejado para quitação e o valor mensal disponível para separar para este fim. 

Você pode, por exemplo, fazer um plano de quitação da dívida durante o período de obras, como é o caso dos empreendimentos com parcelas fixas.

Assim, quando o apartamento for entregue, você já estará na fase de outro planejamento: a reforma para deixar tudo do seu jeitinho, móveis planejados e o que mais desejar. 

Além disso, quitar um imóvel em tempo reduzido pode ser um bom negócio para quem deseja investir a curto ou médio prazo. 

No caso da famosa regra dos 30 anos em 3 que, por exemplo, como o próprio nome já diz, reduz em 10x o tempo de financiamento e pode trazer uma economia de quase metade do valor do imóvel, em juros não pagos.

O que significa que se você optar por vender esse imóvel em seguida, terá uma margem de lucro muito maior. 

Auxílio de profissionais especializados

Achou difícil demais fazer essas contas ou não consegue organizar os gastos da família para ter ideia do quanto é possível economizar? Existem profissionais especializados em consultoria imobiliária para ajudar a fazer todos os cálculos que envolvem o seu financiamento e o orçamento familiar.

Eles cruzam os dados de acordo com a sua renda, objetivos (parcelas menores ou quitação em menor prazo, por exemplo) e avaliam qual é a opção mais vantajosa naquele momento. Inclusive, se vale a pena esperar mais um pouco e juntar mais dinheiro para fazer uma amortização maior, ou não. 

Agora que você já sabe que amortização de financiamento imobiliário é um bom negócio, organize seu orçamento para quitar seu imóvel em menos tempo, reduzir o pagamento de juros e gastar com o que realmente interessa: o bem estar da sua família!

Se você ainda não tem um imóvel e está se programando para financiar, tire todas as suas dúvidas sobre financiamento imobiliário e saiba qual é a melhor opção para você.