24/05/2018 | por

Setor fechado de construção vira alvo de inovação de startups

TECNISA investe, há oito anos, no Fast Dating, seu programa de aproximação com startups.

Compartilhe

A Folha de São Paulo publicou uma matéria destacando a entrada de startups no segmento de construção civil, tradicionalmente considerado pouco aberto a novas tecnologias. Vendo as ineficiências naturais do segmento como uma grande oportunidade de negócios, essas empresas buscam levar produtividade ao segmento com ideias como aplicativos para organizar o canteiro de obra, novas técnicas de construção, novos materiais e até o uso de drones.

“É um setor expressivo em termos econômicos e um dos piores em adoção de tecnologia, o que significa que há um espaço enorme para crescer”, diz Bruno Loreto, que criou há dois anos o fundo Construtech Ventures, que investe em empresas iniciantes do setor.

A TECNISA, conhecida por seu DNA inovador, promove desde 2011 o Fast Dating, seu programa de aproximação com startups, que já recebeu mais de 570 empresas. Romeo Busarello, diretor de marketing e ambientes digitais da companhia, destaca que neste período é perceptível um aumento da qualidade e profissionalização das startups.

Clique aqui e confira a matéria completa.

Saiba mais sobre o Fast Dating em www.tecnisa.com.br/fastdating