Jardim vertical pode mudar totalmente a decoração da casa

Jardim vertical é uma técnica de paisagismo que se popularizou nos anos 80 e hoje aparece em propostas urbanas de fachadas e decoração. Confira os exemplos.

18 de abril de 2019

Paisagens construídas podem ser facilmente transformadas. Agora, será que há um jeito de manipular a natureza para que ela se adeque a arquitetura de uma casa?

Pois, saiba que paredes verdes fazem parte de várias propostas de design de fachadas e decoração de interiores.

Mas, quando essa tendência surgiu? Quais os seus reais benefícios? Porque um jardim vertical seria uma boa opção para residências? Veja a seguir!

sacada do prédio jardim das perdizes com parede de samambaia

GF Projetos

Um pouco sobre o surgimento do jardim vertical

Antes de falar como surgiu o jardim vertical, é importante entender o que é isso, de fato. Bem, não se trata apenas de uma tendência de decoração, mas de uma incrível técnica de paisagismo urbano.

Também é conhecida como ‘parede viva’ ou ‘parede verde’, pois lida com vegetações. E pode ser incorporada a projetos de arquitetura de edificações; arquitetura de interiores; arquiteturas de quintais e mais.

casa de dois andares com muro da garagem com plantas

Consuelo Jorge

O primeiro jardim verticalizado que se tem registro na história foi o jardim suspenso da Babilônia. Porém, esse não se trata do caso.

Muito depois dessa construção, já na metade do século XX, um botânico francês chamado Patrick Blanc estava visitando a Tailândia quando teve uma revelação. Ele percebeu como as plantas crescem em qualquer lugar, bastando apenas umidade.

“O trabalho de um botânico torna-se uma obra de arte.” – Patrick Blanc.

áreas externas revestidas em madeira e parede de plantas

Consuelo Jorge e Elmor Arquitetura

Em 1986, Blanc projetou um jardim vertical para o museu Cité des Sciences, em Paris. Foi a partir do trabalho dele que essa técnica ficou popular. Mas, mesmo antes desse momento, outros artistas já haviam feito suas tentativas.

Nos anos 30, por exemplo, o paisagista brasileiro Burle Marx também fez um jardim vertical no edifício do Ministério de Saúde e Educação, no Rio de Janeiro.

A diferença dos projetos de paredes verdes desenvolvidos no passado para os desenvolvidos hoje é nítida. Hoje, fazem-se sistemas de coberturas vegetais com um planejamento estético muito maior.

Fora que os métodos de plantio e de irrigação também foram aprimorados. Agora, é possível ter uma amostra dessa técnica não só em feiras de arquitetura e decoração. Há exemplos de jardim vertical espalhados por várias cidades.

Como jardins verticais se adequam à propostas de arquitetura e urbanismo

Cidades mais verdes! Esse é um dos maiores desejos da maioria dos arquitetos urbanistas. Recentemente, com o fortalecimento de discursos ligados à ecologia, sustentabilidade e consciência ambiental, ideias como a do jardim vertical ganhou força.

Hoje, os habitantes das grandes cidades sentem uma deficiência de contato com a natureza e buscam meios de trazê-la para mais perto de si.

área externa com poltronas e parede com samambaias

Deborah Roig

Sendo assim, paredes verdes têm sido criadas em vários projetos de arquitetura, urbanismo e paisagismo. Há exterior de edifícios sendo destacado por panos vegetais.

área externa com mesas e cadeiras, ao fundo uma parede com plantas In House TRiART Arquitetura

Grandes superfícies de pontes e viadutos foram transformadas com esta técnica. E, ainda tem jardim vertical sendo criado para ornar quintais e até ambientes internos de residências.

“A parede é autónoma. Ela está posicionada para crescer a longo prazo. É um pedaço da natureza dentro da cidade.” – Patrick Blanc.

área de churrasqueira com mesa e cadeiras, ao fundo parede com samambaias

Rodrigo Maia e GF Projetos

Vantagens dos jardins verticais para a saúde dos humanos e de suas moradias

Técnicas de arquitetura como a do jardim vertical, pouco-a-pouco, está colocando mais verde dentro das moradias urbanas. E há muitas vantagens disso para a vida das pessoas. Há estudos científicos que comprovam uma melhora significativa de sua saúde através do contato com a natureza.

É como se o sistema humano resgatasse algo que fora tão necessário, tão benéfico, mas perdido no passado.

banheiros modernos com parede de plantas

Joana Requião e Rodrigo Maia

Pessoas com casas repletas de plantas saudáveis tendem a sentirem sentimentos bons. Suas moradas lhe dão sensações positivas de muita paz e tranquilidade.

Fora que alguns males como dores de cabeça seriam, supostamente, combatidos. Praticantes do Feng Shui, por exemplo, defendem essa tese, ressaltando os problemas gerados por um “edifício doente” e como as plantas ajudariam a “curá-lo”.

Paredes verdes fazem parte de uma proposta de arquitetura para tratar, portanto, não só a saúde de construções, mas também a saúde de seus moradores.

Claro, um fator decisivo para o sucesso dessa empreitada é a escolha e a adaptação das espécies plantadas. Contudo, um jardim vertical, em tese, sempre haveria de ser capaz de tratar o ar local, aumentar os níveis de oxigênio, deixar os ambientes mais frescos, e promover isolamento.

sala de jantar com parede de plantas

Rodrigo Maia

A relação jardim vertical e decoração de interiores

Vê-se que um jardim vertical pode ser muito vantajoso para a arquitetura de uma casa. Nem precisa repetir como, num sentido tecnológico, ele ajudaria a tornar as construções mais duráveis e seus interiores mais confortáveis.

Mas não é só isso. Jardins verticais podem deixar os espaços mais bonitos e atrativos; dar-lhes mais cor; mais textura; mais movimento.  Impossível não ficar impressionado!

living com sofá, poltronas, mesa de centro e parede com plantas horizontais.

Henrique Yokoyama Ortis

Os jardins verticais não são a única, mas certamente é a melhor solução para acréscimo de verde em decorações de interiores.

Podem-se montar quadros vivos em halls de entrada, salas, cozinhas, espaços gourmets, banheiros, varandas, sacadas e jardins de inverno. Em todos esses casos, as plantas fariam um contraste perfeito entre móveis rústicos ou elementos em estilo high tech.

área de churrasqueira e academia com parede com plantas horizontais

Aquiles Nicolas Kilaris e Iara Kilaris

O paisagismo de jardim vertical equilibra elementos e suaviza cenários. Tem-se um visual diferente em cada estação. As espécies crescem, dão flores, trocam de folhas, morrem e renascem.

Essa evolução é acompanhada no dia a dia pelas pessoas. E isso traz a tona novamente a questão de fazer os humanos entrar em contato com o mundo natural, mesmo quando morando em uma grande e cinzenta cidade.

Estas dicas de jardim vertical na decoração foram criadas pela equipe Viva Decora.