Qualidade de vida no Brasil: conforto, segurança e morar bem

A vida familiar demanda conforto, tranquilidade e segurança no ambiente doméstico. Morar perto do trabalho e ter opções de lazer ao seu alcance são facilidades que proporcionam qualidade de vida.

Chega um momento da vida em que a gente quer viver com tranquilidade, morar perto do trabalho, ensino de qualidade para os meus filhos e ter onde levá-los para passear aos finais de semana. Conforto e segurança são as minhas prioridades e é o que eu busco para a minha família, por isso gostaria de compartilhar algumas informações sobre qualidade de vida:

Para analisar a qualidade de vida de determinada região, é importante avaliar o cenário político e econômico do país, mas o que poucas pessoas se atentam é que alguns detalhes vão muito além da questão financeira.

Qualidade de vida é um conjunto de fatores e/ou condições que contribuem para o bem estar do indivíduo em sociedade. E com a expectativa de vida do brasileiro aumentando a cada ano – a idade atual é 76 anos, segundo a última projeção do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – é cada vez mais importante se preocupar com este assunto.

Embora a qualidade de vida possa ser avaliada por diversos pontos do cotidiano, é importante ressaltar que as prioridades das pessoas são diferentes. Elas podem variar de acordo com a região onde moram, situação financeira, idade e outros fatores. Mas, no geral, o que todos querem é a mesma coisa: viver uma vida plena e feliz.

Conforto e qualidade de vida em família

Algumas situações contribuem para a conquista deste objetivo:

  • Ter uma vida financeira confortável
  • Saúde em dia
  • Viajar com frequência
  • Ter um relacionamento estável
  • Ter hábitos alimentares saudáveis
  • Uma carreira bem sucedida
  • Fazer atividade física regularmente
  • Construir e manter laços familiares
  • Morar perto do trabalho
  • Se reunir com amigos com frequência
  • Ter o próprio imóvel (e outros bens)
  • Desenvolvimento intelectual
  • Estar perto da natureza
  • Se sentir seguro (em casa ou no trabalho)
  • Acompanhar o crescimento dos filhos
  • E muito mais!

Por essa lista, é possível observar que, embora alguns desses aspectos possam ser relacionados a dinheiro, a maioria deles diz respeito ao ambiente onde as pessoas estão inseridas. Isso significa que boa parte do que determina a qualidade de vida está atrelado ao ambiente de trabalho ou doméstico. E isso não é à toa.

Conquistar o seu espaço no mercado de trabalho não é fácil, mas é gratificante e exige comprometimento. Morar perto do trabalho significa ganhar tempo de locomoção que pode ser gasto fazendo atividade física no parque ou curtindo mais tempo com as crianças em casa, por exemplo. Ter escola, farmácia, supermercado, parque e outras facilidades por perto é o sonho de muitos brasileiros. Há diversos bairros com infraestrutura completa para viver bem, inclusive bairros planejados.

Um levantamento realizado pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2016, listou as 50 melhores cidades do Brasil para viver, com grau de desenvolvimento considerado “muito alto” no Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM). O mais interessante a se observar, no entanto, é que essas cidades são as que possuem os maiores índices de educação, longevidade (expectativa de vida) e também possuem índices favoráveis de renda.

Portanto, perceba que não há dúvida de que morar bem é um dos principais pontos para ter qualidade de vida no Brasil. Curitiba, Brasília, São Paulo, Santos e Jundiaí são algumas das cidades listadas pela ONU, consideradas as melhores para se viver no país.

PUBLICAÇÕES RELACIONADAS