19/12/2017 | por

Piso de piscina

5 pisos atérmicos e antiderrapantes para revestir a área da sua piscina.

Compartilhe

Pensa em reformar a área da sua piscina para este verão? Para garantir uma movimentação segura e agradável durante a entrada e saída da água, é importante optar por pisos antiderrapantes e atérmicos. Como a variedade deste tipo de revestimento é grande, listamos alguns deles, destacando seus benefícios e desvantagens, para ajudar você nesta escolha.Pensa em reformar a área da sua piscina para este verão? Para garantir uma movimentação segura e agradável durante a entrada e saída da água, é importante optar por pisos antiderrapantes e atérmicos. Como a variedade deste tipo de revestimento é grande, listamos alguns deles, destacando seus benefícios e desvantagens, para ajudar você nesta escolha.

PEDRAS
Pedras costumam ser escolhas populares para revestir o piso ao redor de piscinas, sendo as mais indicadas a São Tomé, Goiás e Mineira. Em versões com tratamento antiderrapante, o mármore bruto e suas variações, como o granito, quartzito e itacolomi, também podem compor este ambiente com conforto e segurança.
• Vantagem: pela grande variedade disponível no mercado, as pedras podem criar um visual desde rústico até moderno.
• Desvantagem: este tipo de revestimento demanda a aplicação de juntas, as quais podem escurecer com o tempo por acumularem lodo e sujeira.

MADEIRA
A madeira tem a capacidade de transformar qualquer piscina em um ambiente aconchegante. Os tipos mais indicados para este espaço são cumaru e ipê e recomenda-se optar por aquelas que sejam de lei, certificadas e que tenham recebido tratamentos adequados para a área da piscina.
• Vantagens: a madeira é um isolante térmico natural e existem deques pré-prontos, feitos com este material, o que facilita e agiliza a sua instalação.
• Desvantagem: a madeira natural está exposta a deteriorações causadas por agentes biológicos, como cupim e mofo. Por isso, este material exige manutenção constante.

MADEIRA PLÁSTICA
Ideal para quem deseja uma opção sustentável, a madeira plástica é produzida industrialmente com componentes reciclados.
• Vantagens: diferente da madeira natural, a plástica não está sujeita à deterioração natural, por isso não atrai cupim, não mofa e não apodrece. Além disso, é resistente a diversos produtos químicos, tornando sua limpeza mais fácil.
• Desvantagem: o custo do m2 da madeira sustentável pode ser maior, quando comparado com o piso de material natural.

CIMENTÍCIOS 
Estes pisos são confeccionados à base de cimento, misturando-os essencialmente com pedras. E, por existir cores e acabamentos diferentes, os cimentícios proporcionam decorações variadas.
• Vantagens: este tipo de revestimento é fácil de ser encontrado e surge como uma boa opção quando o principal critério da compra é o custo-benefício.
• Desvantagem: não são todas as versões de cimentícios que levam em suas fórmulas componentes químicos atérmicos, o que pode deixar o piso ao redor da piscina quente nos dias mais ensolarados.

RESINADOS
Com estrutura parecida aos cimentícios, os pisos resinados são mais caros, mas possuem visual uniforme, sem manchas e não precisam de juntas quando instalados.
Vantagens: além dos benefícios citados acima, este piso também é bastante resistente à ação do tempo e sua instalação é rápida por contemplar poucas etapas.
Desvantagens: os resinados costumam ser mais caros que os cimentícios e, geralmente, empresas que instalam este tipo de piso exigem uma área mínima de 80m2.

Já tem o seu favorito? Independente da escolha, sua piscina tem tudo para esbanjar conforto e segurança neste verão. ;)

PUBLICAÇÕES RELACIONADAS