20/06/2018 | por

Casa Cor, Casa Viva

Dicas, inspiradas na Casa Cor SP 2018, com as melhores plantas para se ter dentro de casa.

Compartilhe

A atual edição da CASA COR São Paulo segue o tema “Casa Viva” e coloca árvores e plantas como protagonistas da decoração, buscando aumentar a conexão de moradores de centros urbanos com a natureza.

Inspirados pelos ambientes das 19 unidades residenciais, trouxemos dicas de quais plantas você pode escolher para diferentes cômodos da sua casa:

QUARTOS
Para que o sono seja reparador, opte por plantas com aroma suave (lavanda ou alecrim) e que consigam purificar o ar (espada-de-são-jorge e hera), eliminando compostos orgânicos voláteis que podem existir em tintas, ceras sintéticas e vernizes.

COPA & COZINHA
Você pode ter na cozinha temperos fresquinhos ao criar uma pequena horta vertical ou cultivar vasos com orégano, tomilho, salsinha e cebolinha.

Temperos, em sua maioria, são fáceis de cuidar, mas precisam de luz por 3 a 5 horas do dia, por isso vale deixá-los sempre próximos a janelas.

LAVABOS & CORREDORES
Como lavabos e corredores não costumam receber muita luz natural, para estes espaços vale escolher plantas que se adaptam bem à meia sombra, como bromélias, orquídeas, samambaias e violetas.

E se quiser incluir um aromatizador natural, o Imbé tende a manter ambientes sempre cheirosos. O único cuidado é não deixá-lo ao fácil alcance de crianças e animais de estimação – suas hastes podem ser tóxicas e provocar alergias.

LAVANDERIA & BANHEIROS
Violetas, bromélias, avencas, tillandsias e samambaias são ideais para espaços úmidos e quentes, como lavanderias e banheiros.

VARANDAS & SACADAS
Se tiver áreas externas, aproveite o espaço para cultivar espécies que precisam de mais luz natural e convivem bem com chuva e vento, como azaleia, gardênia, pata de elefante, babosa e até árvores frutíferas de pequeno e médio porte.

SALAS DE ESTAR & JANTAR
Ambientes para curtir amigos e familiares podem receber uma grande diversidade de espécies. Desde que se atente à quantidade de luz que cada planta necessita, a escolha fica a critério das sensações – acolhimento, frescor, purificação, etc. – que deseja provocar com este item decorativo e natural!

PUBLICAÇÕES RELACIONADAS